Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Notícias/Regional | 09/07/2020

Guarujá cria comissão para discutir políticas públicas para autistas

Vagas para representantes da sociedade civil estão com inscrições abertas.

Com objetivo de elaborar políticas públicas para as pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), a Secretaria de Relações Sociais de Guarujá instituiu uma comissão em atenção a essa demanda no Município. Na última sexta-feira (3), houve a assinatura do decreto autorizando a criação da comissão.

 

A iniciativa surgiu a partir de reuniões com um grupo de mães de autistas junto a Assessoria de Políticas Públicas para as Pessoas com Deficiência, como explica o assessor da pasta. “Desde 2017, estamos em tratativas. Nesse diálogo, fomos conhecendo e mapeando as necessidades, a fim de buscar a inclusão e a garantia de direitos em todas as especificidades”, disse.

 

Grupo de trabalho

O grupo de trabalho será formado por seis representantes do governo, cinco de entidades ligadas à causa e outros quatro representantes da sociedade civil organizada, sendo duas do Distrito de Vicente de Carvalho.

 

As quatro vagas para representantes da sociedade civil organizada estão com inscrições abertas. Os interessados precisam preencher alguns pré-requisitos: ser mãe, pai ou responsável por uma pessoa autista; ser profissional da área de psicologia ou psicopedagogia que atue ou tenha atuado com pessoas autistas ou pessoa que tenha formação ou experiência comprovada no trato com elas. É preciso morar em Guarujá ou Vicente de Carvalho e comprovar atuação.

 

Quem preencher esses requisitos pode enviar até o dia 15 deste mês um email para adm.seres.pmg@gmail.com, no campo assunto colocar: ‘Comissão Autistas’. No corpo do email, colocar nome, endereço e telefone para contato. Outras informações pelo telefone: (13) 3308-7430/3308-7438.


Leia também